sexta-feira, 5 de julho de 2013

CARTA AO PAPA FRANCISCO!



Meu prezado Papa Francisco:

Quero compartilhar com Sua Santidade uma grande preocupação. Como o Papa é um homem de bom senso, tenho certeza que, ao tomar conhecimento do que está ocorrendo, ponderará o que deve fazer.

A sua vinda ao Brasil, para a Semana da Jornada Mundial da Juventude, custará ao governo brasileiro 120 milhões de Reais. 

Eu entendo que o nosso governo é praticamente obrigado a desembolsar esta qu...
antia, por causa do seu status de chefe de Estado. Mas, por ser um franciscano, talvez lhe cause algum constrangimento saber que, com esse dinheiro, o nosso governo poderia construir doze mil moradias para os pobres, numa cidade em que imperam os barracos e a miséria! E os benefícios seriam para a vida inteira destas famílias e não apenas por uma semana!

Como as Igrejas evangélicas no Brasil não recebem benesses oficiais desse vulto (no máximo, o governo municipal, estadual e federal colabora com palco e som para os nossos eventos), as lideranças evangélicas consideram isto um privilégio injusto e inaceitável. Por isso, estão se preparando para uma grande manifestação de repúdio na cidade do Rio de Janeiro, dois dias antes de seu evento. Esta manifestação pretende reunir mais de um milhão de vozes, e levará o nosso povo a um inédito choque entre católicos e evangélicos. (1)

Entende, agora, a minha inquietação? Por isso, permita-me sugerir isto:

Antes de vir, anuncie que o Banco do Vaticano reembolsará os 120 milhões ao governo brasileiro. Além de ser uma atitude justa, já que "católicos devem patrocinar católicos", repercutirá favoravelmente no mundo todo, ainda chocado com a prisão do Monsenhor Nunzio Scarano, acusado de desviar 20 milhões de euros do banco da sua Igreja (cerca de 58 milhões de reais). (2)

Mas, se o Papa decidir vir com o dinheiro de todos os brasileiros, inclusive dos não-católicos, faço-lhe um apelo. (Afinal, neste caso, eu também, ainda que evangélico, estarei arcando compulsoriamente com parte dos custos da sua visita, e tenho, ao menos, o direito de pedir):

PAPA: PREGUE COM A BÍBLIA CATÓLICA E ANUNCIE SOMENTE JESUS! 

No consistório de 2001, os cardeais de língua portuguesa entregaram ao Papa João Paulo II um relatório que dizia: ‘‘Somente uma pregação que exalte Jesus Cristo com clareza, proclamando que Ele é o único e exclusivo Redentor, será capaz de conseguir a adesão de maior número de pessoas, especialmente na América Latina, continente que reúne metade dos católicos do mundo, mas enfrenta forte concorrência dos evangélicos.’’. (3)

Como Pastor, eu achei uma excelente sugestão! Pena que aquele Papa não a adotou. Mas quem sabe se Sua Santidade agora, não tendo ninguém acima de sua autoridade - a não ser Deus - tenha a coragem de implantar e corrigir isto na Igreja em todo o mundo! Tenho certeza de que o Nome de JESUS será glorificado!

Papa, venha, corrija isso, e pregue a verdadeira Palavra de Deus, contida na Santa Bíblia Católica! Permita-me sugerir como tema de seus Sermões as seguintes passagens: Êxodo 20:4-6, Levítico 26:1, Salmos 113 (na minha Bíblia, edição revista e corrigida, é Salmo 115), Isaías 44:6-20, Atos 4:12, I João 5:21, I Timóteo 2:5-6, Apocalipse 21:8 e 22:15.

Por favor, perdoe-me se me atrevi a tanto. É o amor pelas almas e pelo meu SENHOR que me moveu a escrever esta carta. 
Fique com Deus!

Atenciosa e respeitosamente,

Pastor JUANRIBE PAGLIARIN

5 comentários:

  1. Senhor Pastor Evangélico: Esta suacarta não está direcionada ao Papa Francisco... Casso contrário esta deveria ser enviada diretamente a ele e sua instituição sem ter intenções de criar conflitos.Esta carta soa mais como um intento de provocação. De separar e de confrontar. Mais acredito que a verdadeira essência do cristianismo nos diz para olhar dentro de nós mesmos antes de jogar a pedra.Vamos a falar dos inúmeras celebrações da igreja evangelista e as mega igrejas onde parece não haver cobrança de impostos para as mesmas? Acredito que haja inúmeros pastores atrás das grades por estafas também, verdade? Muitos saíram estas décadas nos jornais. Então... porque olhar a um suposto inimigo religioso quando poderia ter um aliado para um mundo melhor? Você iria orar junto aos católicos? Por que não? Não há acaso buscas semelhantes? Se quiser informar-se melhor o senhor, o Banco do Vaticano está sendo desativado por este mesmo Papa.Ele está trabalhando para acabar aos poucos e na medida que possa contra a corrupção dentro da instituição. Já é parte de um passo. pequeno mais um grande passo... Como franciscano e no posto que lê corresponde parece ir fazendo boas escolhas .Outras ainda irão um dia acontecer. Como as próprias mudanças que a igreja evangélica, também "pecadora" precisa realizar; Gostaria dizer que umas das tantas coisas que precisam mudar e que realmente contradizem o amor que Jesus ensinou é a atitude de ascender brasas onde um incêndio pode acontecer. Acabou a era dos confrontos religiosos. Para quem quer se atualizar no evangelho e nos valores do mundo moderno, agora é tempo de criar paz e fraternidade. A não ser que se esteja trabalhando para interesses ocultos.Basta de cercas, aqui evangélicos, la católicos, mais longe budistas, mais por lá protestantes, por lá umbandistas, por aqui sei lá que religião. O bem e o mal se expressam dentro de qualquer ser humano. Queremos fazer a diferença como evangélicos? Vamos praticar, ouvir menos as vozes dos outros e mais nosso coração, sensatez, inteligência e veremos o senhor Cristo florescer. Não mais provocações e mais aproximação uns com outros.A maturidade religiosa se faz no amor e não na guerra. Se for guerrear contra outros religiosos então esta religião não prestará mais. A paz reine com você senhor pastor e com seu irmão Francisco chegando a terra brasileira, lugar onde teríamos que saber acolher as diferenças...
    Vamos reunir-nos todos a orar juntos? Se realmente acreditamos nos poder da oração então está na hora de usa-la de fato, verdade?
    Lucas

    ResponderExcluir
  2. Resposta:

    Primeiramente para quem acha que vamos estar perdendo alguma coisa financeiramente, é melhor abrandar sua ira cega, rever seus conceitos preconceituosos e sua matemática nula:

    A Jornada Mundial realizada em Madri, teve um gasto estimado em 100 Milhões de euros, no entanto injetou na economia uma arrecadação de 354 Milhões como pode ser conferido no "El País" de 30/11/2011.

    Segundo, principalmente para quem acredita que os Católicos é que deveriam custear esses 118 Milhões da Jornada Mundial da Juventude no Brasil, se vocês não sabem, eles já fizeram isso: O Brasil tem uma população de mais de 190 Milhões de habitantes dos quais segundo o IBGE, 65% aproximadamente se declaram católicos, vamos apenas supor que cada católico doasse 1 real da carga tributária que paga aos cofres públicos, para a vinda do Papa (o que certamente fariam sem problemas), esse valor ultrapassaria os 120 Milhões, nem precisa citar os investimentos da iniciativa privada e dos próprios participantes. Resultado: a vinda do Papa é um ótimo investimento...

    Além do grande lucro que a JMJ deu à Espanha, o relatório de impacto econômico elaborado pela PwC, verificou que os benefícios econômicos àquele país, será ainda mais estendido no futuro, pois 90% dos entrevistados disseram que iriam retornar à Espanha em férias.

    Outos mitos desfeitos:

    A seguarança do Papa é particular, ele é um chefe de estado como qualquer outro presidente, não depende dos cofres do Brasil, sem falar que a própria arquediocese do rio e São Paulo é quem vão ampliar tal segurança.

    A segurança militar que oferece o governo brasileiro e para o próprio cidadão brasileiro e visitantes de outros países, que se farão presente aos milhões, cobrindo com sobra toda a despesa oferecida pelo governo que também tira dividendos disso.

    Portanto, qualquer falácia em contrário à Jornada Mundial da Juventude no Brasil, lamentavelmente é reles inveja de alguns protestantes coléricos, jornalistas marxistas vagabundos e ateus desinformados.

    -------

    ResponderExcluir
  3. Continuação:

    Nunzio Scarano, nunca trabalhou no “banco vaticano” pois o Vaticano nunca teve um banco; ele trabalhou na contabilidade analítica da (APSA) Administração do Patrimônio da Sé Apostólica, organismo que gere os bens da Santa Sé; nunca envolveu em escândalo a Igreja , senão a si mesmo depois que já havia sido suspenso da Igreja há mais de um mês.
    .
    1- No início da investigação do Ministério Público de Salerno, verificou-se que o monsenhor Scarano possui noventa por cento do capital da Nuen, uma empresa que atua desde outubro de 2012, para a construção de imóveis residenciais, e em 2006 ele participou da fundação de outras empresas do setor imobiliário. Desde então, ele foi suspenso pelo Vaticano dado que as regras do direito canônico proíbe para os sacerdotes a aquisição e participação na atividade de empresas.
    .
    2- A investigação para a qual ele foi preso recentemente, trinta dias após sua suspensão do Vaticano, diz respeito a uma história diferente: seria um acordo entre Giovanni Maria Zito, ex-agente dos serviços secretos italianos, já destituído de seu cargo há alguns meses, e de Giovanni Carinzo, intermediário financeiro, destinado a introduzir desde a Suíça, 20 milhões em dinheiro pertencentes a alguns amigos. Por este "serviço", Zito receberia € 400.000 através de Scarano. Nada aí tem a ver com o Vaticano.
    .
    A Santa Sé ainda não recebeu nenhuma solicitação sobre o assunto por parte das autoridades competentes italianas, mas confirma a sua disponibilidade para a plena colaboração, na linha das reformas iniciadas pelo papa Bento XVI e prosseguidas pelo papa Francisco.
    .
    3- Em ambos os casos Scarano foi e está sendo investigado SEPARADAMENTE, nada tendo a ver com o Vaticano.
    .
    Mas o que fazem os canalhas: no primeiro caso, omitem que Scarano já havia sido suspenso de suas atividades no Vaticano, e no segundo caso dão a entender que os 20 milhões seriam trazidos da Suíça para o Vaticano, quando na verdade trata-se de dinheiro alheio trazido da Suíça para a Itália, outro país, que não é o país Vaticano.
    .
    Fontes: AP e Reuters
    .
    http://www.zenit.org/pt/articles/santa-se-oferece-plena-colaboracao-a-justica-italiana-no-caso-scarano
    .
    Guido Del Duca - Sexta-feira 28 de junho, 2013

    ResponderExcluir
  4. Continuação:


    Evangélicos roubaram dinheiro que dava pra trazer o Papa.

    A bancada evangélica roubou 110 Milhões dos cofres públicos do Brasil.
    Pergunto: quando o mentiroso pastor JUANRIBE vai escrever para seus comparsas devolver o dinheiro ao Brasil para acabarmos com as favelas?
    .
    Conheça os roubos da Bancada Evangélica e os ladrões

    .
    Dos 56 deputados que o blog Frente Parlamentar Evangélica lista como da bancada de evangélicos, 32 (57%) têm pendência na Justiça. Os processos apuram acusações como peculato (furto ou apropriação de bens ou valores públicos), improbidade administrativa, corrupção eleitoral, abuso de poder econômico, sonegação fiscal e formação de quadrilha.
    .
    Com 24 deputados, a Assembleia de Deus tem a maior representação na bancada. Desse total, 11 são réus. Sabino Castelo Branco (PTB/AM), por exemplo, responde por peculato, crime tributário, captação ilícita de recursos, etc. A ficha judicial de Zé Vieira (PR/MA) é também extensa.
    .
    Leia mais em http://www.paulopes.com.br/2012/04/maioria-dos-deputados-evangelicos.html#ixzz1uHJlWV2S
    Reprodução deste texto só poderá ser feita com o crédito e link da origem.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falem o que quiser. O Estado é laico e, por isso, somente por isso, NÃO PODE investir 120 milhões de reais num líder de uma religião. Que mofam na cadeia todos os políticos corruptos e ladrões, inclusive os da bancada evangélica. Não foram os evangélicos que roubaram 110 milhões, foram os políticos evangélicos corruptos.

      Excluir